4 dicas para reduzir despesas com impressão em seu negócio

custoimpre

Além de significar um grande impacto ambiental, despesas elevadas com impressão também prejudicam o seu negócio porque diminuem a quantidade de recursos disponíveis para áreas mais importantes. A menos que seu negócio seja uma gráfica, deixar que esses custos fiquem altos não faz nenhum sentido do ponto de vista estratégico e logístico, pois isso pode fazer com que o negócio encare dificuldades financeiras e necessidades de cortes em outros setores.

Quer evitar situações como essa? Então conheça estas 4 dicas para reduzir despesas com impressão em seu negócio!

Conscientize os funcionários sobre as despesas com impressão

Uma significativa parcela das despesas com impressão em seu negócio está relacionada ao comportamento dos seus colaboradores. Não é incomum ver funcionários realizando múltiplas impressões sem que haja real necessidade ou, pior ainda, imprimindo coisas que não se relacionam ao trabalho.

Para evitar que isso continue acontecendo, o ideal é que haja uma conscientização dos funcionários sobre o uso das impressoras, limitando-o ao estritamente necessário. Apresentar dados e mostrar o impacto dos custos de um comportamento de impressão mal planejado ajudam no processo.

Opte por alternativas mobile

Como a impressão não vai ser usada sempre, então é preciso investir em alternativas mobile, como o e-mail ou mesmo serviços online. Ao fazer isso, as pessoas sentem menos necessidade de imprimir um relatório de centenas de folhas, já que a sua leitura pode ser encaminhada por e-mail, por exemplo.

Além de facilitarem a comunicação interna, essas alternativas não precisam substituir totalmente as impressões. Em alguns casos, podem ser utilizadas para conferências, compartilhamentos e adições. Quando o arquivo estiver no formato final, ele pode ser impresso sem que seja preciso imprimir todas as versões.

telas mural digital clube

Adote dispositivos móveis e telas digitais 

Se as alternativas mobile são adotadas, também é preciso pensar em como elas serão acessadas. Assim, uma opção bastante benéfica é a de apostar em tablets e telas.

Com o uso  de telas você não precisa ir até cada ponto da sua empresa para remover cartazes e colocar novos. Em geral basta um clique e a informação já está em todos os pontos. O mesmo acontece com as correções, nada de desespero com erros de gramática ou informações incorretas, é possível alterar tudo de forma instantânea. Além disso, mostram mais modernidade, atraem mais para leitura e permitem movimento na imagem. 

Investir em opções bem mais duráveis, resultam na diminuição dos custos de impressão em até 75%, e o retorno sobre investimento é ainda maior.

Configure as impressões adequadamente

Nem sempre é possível eliminar as impressões ou reduzi-las drasticamente. Embora seja possível controlar o número de impressões que serão realizadas, se elas ainda tiverem que ser feitas é preciso configurá-las corretamente. Especialmente se a empresa ainda vai precisar de um grande número delas, a configuração pode economizar tinta, papel e dinheiro em geral.

É o caso, por exemplo, de ajustar as fontes utilizadas. Se diminuir o tamanho da letra em um ou dois pontos pode não parecer muita coisa, ao final de um ano a economia pode ser incrível. Ajustar a qualidade de impressão — de alta para média, quando possível — também ajuda a economizar tinta e alivia os custos.

Diminuir as despesas com impressão em seu negócio é indispensável para garantir que recursos preciosos não sejam desperdiçados. Tudo começa com a conscientização e parte para o uso de soluções mobile aliadas a tablets e displays. Para as impressões que ainda tiverem que acontecer, a configuração certa arremata a economia e garante a redução desejada nos custos.

Como os custos com impressão têm afetado seu negócio? Faça comentários, dê sua opinião, compartilhe sua experiência!

Descubra a importância da comunicação interna para sua empresa

Comunicação interna 5 dicas

A comunicação está presente na nossa vida desde o nascimento, quando ainda somos bebês. Caracteriza-se como escrita, verbal ou gestual e por meio dela é possível passar e receber mensagens. Já no universo empresarial, a comunicação assumiu um papel extremamente importante tanto quando o foco é o público externo, como quando é voltada para o público interno da organização.

Neste post, o foco será sobre a importância da comunicação interna para os negócios. Acompanhe e descubra!

O conceito de comunicação interna

As estratégias de comunicação interna vêm sendo disseminadas dentro das corporações há cerca de uma década, momento em que os empresários perceberam a importância de relações bem estabelecidas e claras no repasse das informações dentro do ambiente de trabalho.

Uma comunicação eficaz contribui com a melhora nas relações interpessoais e, consequentemente, na produtividade. Além disso, um dos principais benefícios que ela traz é o fortalecimento de uma boa imagem empresarial.

Com o mercado altamente competitivo, a fidelização dos primeiros ‘clientes’ da empresa, os colaboradores, torna-se estratégia importante na consolidação dessa imagem para os públicos externos. Partindo deste princípio, as empresas passaram a investir em comunicação voltada para esse público, com estratégias que envolvem eventos, materiais promocionais e de divulgação, além de políticas de recursos humanos orientadas para as pessoas.

O profissional da comunicação interna

O primeiro e mais importante investimento em comunicação interna trata-se do profissional responsável pela área. A empresa deve procurar um profissional formado nas áreas de comunicação ou marketing, que atuando junto com os departamentos de recursos humanos, irá potencializar o capital humano, ajudando na motivação e satisfação desses colaboradores.

O responsável pela comunicação interna da empresa deve ter conhecimentos sobre endomarketing, recursos humanos, psicologia e gestão empresarial. Além disso, deve dominar as normas de escrita e conhecer sobre conceitos de publicidade e propaganda. O perfil é de um profissional comprometido, organizado, extrovertido e que tenha facilidade no trabalho em grupo e na relação interpessoal.

Quanto mais qualificado esse profissional for, maiores serão as chances de a comunicação interna ganhar força dentro da organização e se caracterizar como elemento fundamental para mudança de comportamento das pessoas.

A transparência das informações

Para que haja sucesso nos processos de comunicação interna de uma empresa, é necessário que haja transparência no repasse das informações. Isso significa dizer que as pessoas precisam confiar na empresa a ponto de aceitarem determinadas regras e, desta forma, melhorarem sua percepção da instituição e se tornarem agentes divulgadores de uma boa imagem.

A alta direção das empresas deve ter em mente que relações verdadeiras e transparentes geram confiança das pessoas, por mais difícil que seja o momento que a empresa passa.

A comunicação interna surge como captador e propagador das informações da empresa, inserindo valores e conceitos defendidos pela organização. Por isso, os processos de comunicação interna devem ser muito bem escritos, com fluxos de divulgação e adequação de linguagem.

A tecnologia e a comunicação interna

O advento das novas tecnologias contribui imensamente para o fortalecimento da comunicação interna nas empresas. Isso porque a comunicação parte do princípio básico de que é necessário a clareza no repasse das informações e, para isso, mídias e plataformas são essenciais para dar vida às informações.

Nos tempos atuais, TVs Corporativas, redes sociais, plataformas de intranet são as principais ferramentas utilizadas para repassar informações. Além disso, muitas empresas contam também com serviços de ouvidoria para entender melhor como o colaborador pensa, obtendo assim o feedback das ações tomadas.

O uso da tecnologia é importante aliado nos processos comunicacionais e seu resultado é muito satisfatório. Pesquisas apontam que os colaboradores preferem muitas vezes essas plataformas digitais para serem informados sobre as ações da empresa.

A qualidade de vida no trabalho

Já é sabido que um dos itens de permanência e satisfação no trabalho é a qualidade de vida. Com a rotina cada vez mais corrida, os colaboradores procuram empregos que tragam uma satisfação profissional e que proporcionem uma melhoria na sua qualidade de vida.

As empresas entenderam que a retenção de talentos dentro da instituição ajuda no crescimento e desenvolvimento de projetos corporativos, mas isso só é possível quando políticas de recursos humanos são orientadas para esse objetivo comum. Isso significa dizer que os benefícios da empresa estão diretamente ligados a uma melhor qualidade de vida no trabalho.

Já a comunicação interna é agente transformador da percepção de uma empresa com características que propiciem essa revolução na qualidade de vida dentro do ambiente de trabalho. Por meio dela, missão, visão e valores são repassados aos colaboradores de maneira transparente e verdadeira, atuando diretamente na motivação das pessoas.

Situações de crise dentro das empresas

Muitos momentos de crise podem ocorrer dentro das empresas e, na tentativa de reverter esse processo, a comunicação interna surge como aliada. A primeira e principal ação a ser tomada quando alguma coisa está no caminho errado e pode gerar crise de imagem dentro da empresa, é comunicar os fatos verdadeiramente.

A verdade é sempre a melhor opção, mesmo que no momento as pessoas não aceitem muito bem. A alta gestão da empresa precisa informar os motivos e as próximas ações a serem tomadas para resolução do conflito. Desta forma, os colaboradores não se sentirão enganados e podem ajudar com ideias e ações para reverter em menor prazo essa situação.

A consolidação da comunicação interna nas empresas

O processo para consolidação dos departamentos de comunicação interna dentro das empresas ainda é lento quando comparado a investimentos de marketing mercadológico, isso porque muitas organizações ainda não entenderam o real papel do colaborador nos processos da empresa.

Aquelas empresas que já mudaram sua orientação de gestão para o desenvolvimento profissional das pessoas, saem na frente desse processo, retendo talentos, motivando os colaboradores, construindo uma relação de confiança e, consequentemente, aumentando a produtividade e qualidade de vida dentro do trabalho.

Queremos saber qual sua opinião sobre a importância da comunicação interna dentro das organizações. Você já participou de algum processo no qual a comunicação interna estivesse envolvida? Caso não tenha participado, o que achou dos conceitos apresentados? Comente abaixo suas impressões e compartilhe com outras pessoas suas experiências.

 

5 Tabus sobre Transmissão On-line

5

A transmissão de conteúdos na internet é cercada de tabus. Um dos principais pontos levantados por quem quer iniciar sua participação nesse universo são as dificuldades técnicas a serem enfrentadas.  É muito importante que sua transmissão chegue ao seu público-alvo com qualidade e estabilidade, mas isso não precisa ser uma tarefa árdua. Vamos lá. Listamos os 5 principais tabus para quem quer iniciar um streaming.

1- Captação de imagens.

Com o avanço da tecnologia não é mais necessário comprar ou alugar câmeras profissionais que custam o olho da cara. Diversos modelos de smartphones possuem câmeras com alta definição, chegando até ao 4K (4 vezes maior que a resolução do Full HD). Isso facilitou o processo de captação de imagens. Caso não queira usar um smartphone é possível alugar equipamentos de boa qualidade por um preço bem acessível. Se o seu evento é maior e necessita de múltiplas câmeras é interessante investir em uma mesa de cortes e um profissional capacitado para operação, contratando uma solução completa.

2- Sem luz, não tem câmera e ação.

Você já tem um bom equipamento de captação de imagens, mas e a luz?

Não da para contar sempre com um belo dia de sol ou um ambiente que receba iluminação natural para sua transmissão. As lâmpadas convencionais também não suprem de forma correta sua necessidade. É preciso investir no aluguel ou compra de refletores que iluminem de forma homogênea a cena, eliminando sombras, contornos duros e deixando esteticamente agradável a experiência do seu usuário.

3- Alô, alô, lembre-se do áudio.

Tratado por muitos como apenas mais um item no conjunto, o áudio na verdade é primordial para uma transmissão. Imagine ver perfeitamente seu professor em um curso online, mas não conseguir entender o que está sendo dito. Embaraçoso, não é? É importante equalizar e monitorar o áudio através de uma mesa de som. Isso garante, por exemplo, que o áudio não fique alto demais e distorcido com uma banda tocando e nem muito baixo com uma fala em uma peça teatral.

4- Internet é essencial para Transmissão on-line

Ainda com os significativos avanços na velocidade média da internet o Brasil está longe de ter boas taxas de navegação comparado a países como China, Japão e Israel. Mais especificadamente precisamos de uma boa taxa de upload para garantir a qualidade de uma transmissão, por isso é importante contratar um bom plano com a sua operadora e fazer sempre os testes de velocidade e estabilidade da rede. Se disponível na sua região dê preferencia para pacotes com fibra óptica que conduz a internet de forma mais estável através de sinais de luz.

5- Plataforma de transmissão.

Quando o assunto é a plataforma de streaming, não tem jeito, é preciso contratar uma solução que garanta o gerenciamento completo da sua transmissão, sem falhas.As melhores do mercado oferecem opções de interatividade com quem assiste, é possível, por exemplo, criar enquetes, interagir com redes sociais ou mesmo exibir uma apresentação de slides, tudo em tempo real e sem sair da plataforma.

Já é possível também mensurar a audiência e quem é o público que está assistindo, ampliando suas estratégias e aumentando sua monetização. Afinal, você investiu e quer o retorno do seu investimento. Correto?

Agora que você já solucionou os 5 principais tabus para o seu streaming, não tem desculpa, é hora de por em prática os projetos da sua empresa e fazer a diferença.