Black Friday – Nucleo Media (Regulamento)

REGULAMENTO DA CAMPANHA – PROMOÇÃO: Digital Signage combo Light | NUCLEO MEDIA

Como participar: através dos meios de comunicação Nucleo Media, chat, página Web da Promoção, e-mail ou chamado se já for cliente, mencionando a promoção. Um Consultor de negócios irá entrar em contato para seguir com o fechamento.

Da habilitação: todos os que desejarem participar da promoção serão submetidos a uma análise de crédito compatível com a demanda solicitada. Caso seja aprovado na análise de crédito, estará apto a participar da promoção.

Atuais clientes Nucleo Media – Digital Signage poderão participar da promoção, mas não serão isentos das obrigações contratuais já firmadas, ou seja, essa promoção não altera obrigações contratuais já firmadas e seus valores não se estendem aos contratos em andamento.

Da campanha promocional: esta campanha promocional é instituída pela NUCLEOMEDIA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA EIRELI – EPP Rua Purpurina,155 – Cj. 105/107, Vila Madalena, SP – 05435030 – CNPJ: 12.871.933/0001-33

Esta promoção é dirigida a todos os que contratarem licenças NUCLEO MEDIA DIGITAL SIGNAGE no período de 25/11/2016 até 02/12/2016 e citarem a promoção no processo de contratação, ou até acabarem os players em estoque

Do cancelamento: caso o cliente participante desta promoção deseje posteriormente à promoção, por qualquer motivo, cancelar as licenças e/ ou serviços antes do período de vigência do contrato, este concorda, em caráter irrevogável e irretratável, em pagar o valor da multa prevista em contrato.

Da instalação: custos de instalação não estão inclusos no pacote. Caso o cliente tenha interesse em que a Nucleo Media faça esta instalação, será feito um orçamento a parte, baseado em localidades e players e quantidade de infraestrutura necessária.

Da entrega: o frete da entrega dos players não está incluso. Este será calculado e devidamente cobrado no processo de aquisição, de acordo com as localidades e frete de entrega com seguro.

Do suporte e manutenção: quando, após análise, for identificada a necessidade de substituição do player, por comprovada falha de funcionamento destes equipamentos todo o custo relacionado ao frete será por conta da Nucleo Media.

Mas, se após análise e laudo emitido por alguma assistência técnica autorizada, for caracterizado mal-uso dos aparelhos, os valores tanto do frete, quanto do reparo dos equipamentos serão cobrados integralmente.

Da devolução: todos os equipamentos deverão ser devolvidos em iguais condições de embalagem e preservação ao final do contrato, salvo deterioração normal devido ao tempo de contrato e uso. Todos os custos para e entrega do material são de responsabilidade da Contratante. Após os 24 meses o player é do cliente.

Do período de vigência: a Nucleo Media se reserva no direito de encerrar esta promoção a qualquer tempo. No entanto, as condições concedidas no período de duração desta promoção serão mantidas durante o contrato vigente, desde que satisfazendo todas as condições da promoção prevista em contrato.

Da garantia: os produtos estão cobertos por garantia por todo o contrato, contra defeitos de fabricação. A Garantia, no entanto, NÃO COBRE mal-uso, descargas elétricas comprovadas por meio de laudo do fabricante, utilização em ambiente distinto das condições mínimas de uso recomendadas pelo fabricante (temperatura e umidade mínimos e máximos), utilização em rede não estabilizada ou danos causados por impactos ou mal-uso. Em caso de defeito, o equipamento deverá ser enviado pela contratante até a Nucleo Media, para avaliação, e a Nucleo Media enviará um novo equipamento. Em caso de não cobertura pela garantia, comprovado por laudo emitido pela assistência técnica credenciada do fabricante do equipamento, a contratante será cobrada pelo valor do conserto mais frete de envio e retorno do equipamento até a assistência técnica.

A Nucleo Media se reserva no direito de, a qualquer momento, cancelar ou alterar as regras desta promoção para validade para novos entrantes, sem a necessidade de aviso antecipado.

Marketing para pequenos negócios

marketing-para-pequenos-negocios

Diante da crise econômica e da crescente taxa de desemprego, muitas famílias optam por cortar os gastos e passam a selecionar quais as despesas que serão mantidas. Devido a isso, muitas empresas acabam fechando as portas mesmo com anos de mercado. Para evitar que isso aconteça, é preciso estar preparado e se destacar.

Para manter os clientes antigos e conquistar um público novo, é preciso divulgar seu negócio. E não pense que a propaganda serve apenas para grandes empresas, os pequenos comerciantes também precisam investir em estratégias de marketing para garantir melhores resultados e crescimento em qualquer cenário econômico.

Marketing: Como conseguir mais clientes com pouco investimento?

A tecnologia faz parte da rotina de toda a sociedade e deve, também, ser parte da rotina da sua empresa, não importa qual o seu tipo de negócio: padaria, restaurante, academia, serviços de beleza, dentre outros. O seu público-alvo passa uma boa parte do dia utilizando computadores ou celulares, seja conversando com amigos e familiares ou visualizando as redes sociais.

Coloque sua empresa nas redes sociais e mostre seus produtos e os benefícios de ser seu cliente. Você pode contratar um profissional especializado em marketing digital para te indicar quais são as opções mais adequadas para a sua empresa. Além disso, um social media pode manter o diálogo com os clientes nas redes sociais e preparar as melhores postagens para conquistar o seu público.

Além das Redes Sociais o Marketing dentro do seu negócio é essencial e também pode ser feito de forma digital. Você pode por exemplo colocar um Menu Digital no seu restaurante ou padaria, espalhar telas dentro da sua academia, colocar uma tela com promoções dentro do seu salão de beleza e muito mais. Escrevemos um artigo especial sobre Menu Digital: Por que investir neles?

A propaganda feita em material impresso, com panfletos e banners, pode atingir muitas pessoas da região onde sua empresa está localizada. No entanto, muitas pessoas fora do seu público-alvo também serão alcançadas, gerando um grande gasto para pouco resultado. Já nas redes sociais, é possível selecionar o público-alvo da sua empresa, definindo idade e interesses, por exemplo. Dessa forma, todo o investimento destinado ao marketing digital certamente trará resultados por falar diretamente com os clientes que podem se interessar pelo seu negócio.

Como aumentar os resultados investindo tempo

Após contar com o auxílio de profissionais de qualidade para estruturar a presença virtual da sua empresa, você pode manter este crescimento com custos reduzidos investindo apenas o seu tempo. Para isso, você pode procurar cursos sobre marketing digital e conhecer melhor o funcionamento das principais redes sociais. Em seguida, basta seguir alguns passos e dicas:

. Poste fotos da rotina de trabalho da empresa, dos produtos oferecidos e até mesmo dos clientes satisfeitos.
. Incentive a participação da equipe de funcionários e também dos clientes.
. Prepare ofertas especiais para os clientes que acompanham a empresa no ambiente virtual.
. Celebre as principais datas comemorativas com promoções e sorteios nas mídias sociais.
. Crie campanhas que incentivem a interação de seu público. Vale pedir curtidas e comentários e oferecer descontos ou brindes em troca.
. Responda as perguntas, tire as dúvidas e observe as sugestões que são compartilhadas pelo seu público-alvo nas redes sociais.
. Faça uma análise de quais postagens trazem mais resultados e busque entender os motivos do seu sucesso. Esta pesquisa permite entender quais as preferências do seu cliente e criar campanhas que trarão mais respostas.

Apresentações brilhantes: Saiba como fazer a sua e impressionar

apresentacoes-brilhantes-faca-a-sua-e-impressione

Apresentações são parte frequente da vida de qualquer pessoa. Seja durante os estudos, desde o ensino fundamental até a faculdade, seja durante uma carreira profissional, é inevitável que todos precisem realizar uma apresentação em algum momento. Muitos elementos compõe uma boa apresentação e não adianta dominar apenas um deles para impressionar seu cliente (ou professor, ou sócio…).

Listamos algumas dicas que podem ser úteis para tornar as suas apresentações inesquecíveis.

 Apresentações e a noção do medo de falar em público

É comum que exista um grande receio no ato de se apresentar. Esse é um dos medos humanos mais comuns e aprender a lidar com ele é fundamental para ter uma boa oratória. Lembre-se que mesmo as pessoas para quem você está se apresentando já passaram por isso e estiveram provavelmente tão nervosos quanto você.

Faça um planejamento prévio

Não é só uma questão de decorar o que dizer, mas de ter um plano. Escreva os pontos que serão levantados, estude o tema abordado, analise qual a mensagem geral a ser transmitida e adiante qual a conclusão a que você quer chegar. Prepare-se também para possíveis perguntas dos convidados.

User o Power Point com moderação

Por mais que seja uma ferramenta muito útil para apresentações, é preciso ter consciência no uso do Power Point. Textos grandes e que exigem sua leitura não só te colocam de costas para a plateia (um erro enorme) como também é cansativo para todos. As pessoas tendem a ler textos em slides bem mais rápido do que o apresentador consegue enunciá-los, então até você terminar a leitura, os espectadores já estarão entediados ou divagando. Aposte em frases rápidas e curtas, que vão direto ao ponto e, principalmente, aposte em imagens e infográficos. Esses são os reais motivos para se usar o Power Point: auxílio visual, não peso morto.

Faça da sua apresentação uma boa história

Algumas coisas sempre são encontradas em histórias. Um vilão, um herói e um clímax, por exemplo. É interessante que você formule suas ideias para que elas passem a sensação de um problema (o vilão), uma resolução (o herói) e um modo de chegar lá (o clímax). Isso tudo deve ser estruturado da mesma forma que toda narrativa: com começo, meio e fim. Dando a ideia para o público de que sua fala será assim, as chances de que se cansem diminuí bastante.

Atente a presença de palco

Além da voz, você também será avaliado por sua postura, ainda que inconscientemente. O ideal é que se ensaie bastante antes de uma apresentação para que, uma vez dominado o conteúdo a ser falado, você possa dar atenção também à sua linguagem corporal.

Faça com paixão

Se você tiver um interesse real no que está apresentando, não precisa (e nem deve) esconder esse fato. Desde que não exagere, falar sobre o assunto com paixão fará com que sua fala saia natural e convença seus convidados. Estar entusiasmado é um fator positivo, e você pode incluir algum humor sem perder a essência da narrativa.

Transmissão de apresentações

Com o avanço da tecnologia é possível fazer um apresentação de maneira mais moderna e a distância, atingindo assim clientes e prospectes que estejam a uma grande distância da sede física da sua empresa. Diversas plataformas conseguem além de transmitir, adicionar gráficos, arquivos de apresentação, enquetes, interligar-se com as redes sociais e muito mais. Muitos possuem versões gratuitas para testes.

Com tudo isso em mente e com seu próprio empenho, você conseguirá realizar apresentações inesquecíveis rapidamente.

Empresas sustentáveis – Preferência das novas gerações!

empresas-sustentaveis-e-as-novas-geracoes

Empresas precisam de inovação. Esta é um das palavras mais repetidas quando tratamos de assuntos relacionados ao mercado. Inovação em produtos, em serviços, em processos, em atendimento ao cliente, dentre diversas outras áreas. Isso tudo indica que a inovação é de fato um importante diferencial competitivo em um mercado cada vez mais competitivo e com consumidores mais exigentes. Mas muitos se esquecem de que a sustentabilidade também é algo que deve ser levado em conta.

Quando falamos em sustentabilidade, não estamos nos referindo apenas à ambiental, mas também a sustentabilidade financeira, ao compromisso social, valores que realmente inspiram e causam identificação com o consumidor e público em potencial.

A geração ‘y’ ‘x’

Parte desta significativa alteração na forma de fazer negócio advém da forma de pensar dos nativos digitais. Apesar de nascerem em uma geração sem gera, estas pessoas enfrentam cotidianamente os desafios de um mundo com grande disparidade social e consumo exagerados dos recursos naturais.
Impulsionados pela tecnologia, a vida das pessoas destas gerações tem outros valores, como a sustentabilidade ambiental, traduzida na escolha de usar meios de transporte alternativos, de reciclar roupas, de reaproveitar tudo o que for possível; na criação de redes de colaboração voltadas à aquisição e compartilhamento de conhecimentos, de apoio a causas voluntárias; e a sustentabilidade financeira, na qual já não é mais tão importante ter uma casa própria, um carro, outros tipos de bens móveis e imóveis.
São as pessoas desta geração os maiores consumidores atuais, que por sua vez influencia o modo de pensar, agir e consumir de outras gerações também consumidoras. Assim, para que as empresas continuem a lucrar é preciso se adaptar a este novo perfil de consumidor, e isso é feito através da chamada filosofia da empresa.

O papel das empresas

Diante de tudo o que foi dito acima, já não é suficiente que as empresas forneçam produtos e serviços de qualidade. É necessário que elas tenha a capacidade de estabelecer relações com os consumidores, e essa relação surge a partir dos pontos em comuns que elas têm com os mesmos.
Esta relação é extremamente importante, pois é ela um dos principais balizadores no momento da tomada de decisão de compra. Portanto, neste momento o consumidor leva em conta os valores e a visão da marca, bem como as causas que a mesma apoia e/ou defende.

Para entendermos melhor esta relação, podemos citar o exemplo da marca de roupas fitness Ivy Park, da cantora Beyonce. A fábrica asiática que produzia as peças pagava cerca de 13,5 mil rupias por mês ao trabalhadores. No entanto, segundo ONGs competentes, o mínimo para sobreviver no país é de 43 mil rupias, caracterizando o trabalho como escravo. O resultado foi uma imensa campanha de repreensão à marca (e a própria cantora) nas redes sociais e vendas abaixo do esperado, já que um maiô da marca, produzido a um custo baixíssimo, chega a custar US$ 140,00.

Este é um ótimo exemplo para perceber o quanto o mercado se alterou, e que hoje, em sua raiz, a identificação com aspectos sociais, culturais e financeiros do cliente com a marca é o fator mais importante para conseguir conquistar e fidelizar clientes.

Feedback: Como impulsionar os talentos da sua empresa

feedback-como-impulsionar-os-talentos-da-sua-empresa

Muito se fala a respeito da importância do Feedback, mas muitas empresas ainda não conseguem colocar isso em prática. O Feedback, nada mais é do que um retorno, dado pelo líder imediato para o funcionário, a respeito de seu desempenho na equipe da empresa. É uma ferramenta importantíssima para garantir que ambas as partes saibam claramente quais são os objetivos a serem conquistados, metas e prazos.

Ele pode ser negativo ou positivo, mas o importante é que seja feito de forma respeitadora e de preferência, individualizada.

Feedback funciona?

Pesquisas recentes realizadas no mundo todo, comprovam a eficácia do feedback para o desempenho dos funcionários. Independentemente da área ou até do cargo que ocupam, as pessoas se sentem mais motivadas, valorizadas e compreendem muito melhor o que a empresa espera delas quando o feedback é dado pelo seu gestor.

Ou seja, passam a produzir mais e melhor e conquistam mais rapidamente as metas e objetivos estabelecidos, já que tudo é feito às claras e de forma constante. As pesquisas também indicam que os próprios funcionários percebem esta diferença e preferem o método de feedback à antiga e tão utilizada avaliação de desempenho.

Mas é preciso ter cuidado. Para que o feedback traga realmente resultados tão positivos, é preciso que a técnica seja aplicada com cuidado e atenção. Não basta apenas dizer que o trabalho realizado não estava à altura ou que o funcionário não está produzindo conforme o esperado.

Veja a seguir algumas dicas valiosas para melhorar o feedback e aproveitar os benefícios que ele proporciona para a equipe e toda a organização.

1. Quem faz o feedback é o líder direto

Toda equipe precisa de um líder que esteja sempre presente e por dentro de todas as atividades da equipe. E é este líder que deve dar o feedback para cada um dos membros de seu time. Nada de terceirizar para os recursos humanos ou para a diretoria.

2. Deve ser individualizado

O feedback é uma conversa privada entre líder e funcionário. Não diz respeito aos demais membros da equipe e nem outros departamentos. Por isso, o líder deve se preparar para conversar com cada pessoa individualmente.

3. Respeito e franqueza são as palavras – chave

O feedback tem como objetivo motivar e ajudar o funcionário a encontrar o melhor caminho caso ainda esteja cometendo erros ou falhas. O líder tem a obrigação de apresentar caminhos para resolver os problemas e indicar formas para que ele alcance os resultados. Somente criticar, não terá nenhum resultado positivo.

4. Elogie e reconheça as vitórias

Todos nós gostamos de ser valorizados e elogiados pelo esforço que fazemos. Em todos os feedbacks aponte sempre os pontos positivos e quais são os pontos nos quais o funcionário está acertando. Assim, além de tentar melhorar o que ainda não está tão positivo, ele manterá aquilo que é valorizado pela empresa.

5. Seja constante

O período do feedback pode mudar de uma empresa para a outra. Mas o ideal é fazer isso com uma boa frequência, para que problemas possam ser corrigidos e bons resultados sejam reconhecidos. Não deixe para fazer o feedback somente uma vez ao ano, quando pode ser tarde demais.

O papel do líder é inspirar, motivar e ser transparente nas metas e objetivos que a equipe precisa alcançar. Com o feedback, fica bem mais fácil de deixar tudo isso claro para todas as pessoas que fazem parte da equipe.

Qual o papel da TI no marketing e por que devem caminhar juntos

o-papel-do-ti-no-marketing

Seja no setor de serviços ou no varejo, com certeza, você já se deparou com clientes que consultam informações por meio do celular enquanto estão no seu ponto de vendas ou, até mesmo, que só chegam até sua loja após pesquisarem as principais informações sobre sua marca em buscadores de notícia, sites e mídias sociais.

Infelizmente, apesar de constatações como essa serem um tanto quanto óbvias, muitas empresas ainda insistem em ignorar o importantíssimo papel do TI no marketing. Se o seu negócio faz parte desse time e também tem ignorado a importância da tecnologia da informação, trago-lhe duas notícias.

A primeira delas é que você precisa resolver essa situação urgentemente! A segunda é que, felizmente, é possível explorar o potencial das multiplataformas e tornar a experiência do seu cliente muito mais agradável e propícia à conversão em vendas.

Mas, afinal, qual o papel da TI no marketing?

A tecnologia da informação abrange todas as atividades que utilizam recursos de computação para produzir, transmitir, armazenar ou, simplesmente, garantir a segurança das informações de uma empresa ou setor.

Assim, o seu papel no marketing vai desde a segurança dos dados até a otimização da experiência do cliente. Em um varejo e-commerce, por exemplo, garantir o sigilo dos dados bancários do comprador pode ser uma das atividades mais relevantes, já que as compras feitas pela plataforma precisam ser seguras para que o cliente não se sinta lesado.

Um professor que vende cursos online, por outro lado, pode acreditar que, para o seu negócio, a principal função da TI é garantir todo o aparato necessário à realização de uma boa transmissão ao vivo, tarefa que abrange a geração de leads, a automação dos e-mails marketing e o funcionamento da plataforma destinada à videoconferência.

Por que TI e marketing devem caminhar juntos?

Agora que você já sabe como a tecnologia da informação ganha vida dentro do negócio, entender porque ela e o marketing devem caminhar juntos ficou muito mais fácil, certo? A TI nada mais é do que o complexo conjunto de recursos que ajuda a operacionalizar e tangibilizar as estratégias criadas pelo marketing.

O que você deseja é entregar valor para o seu cliente oferecendo conteúdo de qualidade por meio de vídeos? Pois saiba que de nada adiantará produzir textos de qualidade e preparar o roteiro de vários webinars matadores se o seu site sair do ar devido a um grande número de acessos, se a sua lista de e-mails não for usada corretamente para aquecer a audiência ou se, simplesmente, a transmissão dos vídeos for interrompida por quedas da rede de internet.

Se o marketing é quem define o que será feito para alavancar a sua empresa, a TI é o combatente inteligente que vai lá e faz. Desprezá-la é, pois, dar um tiro no próprio pé — afinal, nenhum cliente ficaria satisfeito se perdesse seu precioso tempo para se conectar a uma plataforma que só funciona na teoria, certo?

TV Corporativa: TI x Marketing

Na prática muitas ferramentas de comunicação e marketing envolvem a inteligência do TI . Um exemplo é a TV Corporativa , onde o o TI envolve-se completamente no gerenciamento da Transmissão, monitoramento de Telas, players e engenharia de software.

Grandes empresas, como Magazine Luiza, IBM e Transpetro, utilizam a TV Corporativa para comunicação interna entre seus gestores e colaboradores. Através de telas profissionais instaladas em pontos estratégicos a comunicação torna-se muito mais dinâmica, trazendo resultados diversos como motivação, educação, transparência e padronização de processos.

Existem softwares especiais para gerenciamento de uma TV Corporativa, como o Mural Digital da Nucleo Media que oferece gerenciamento de grade e playlists de videos, agendamentos de dias e horários de exibição, monitoramento remoto e muito mais. Se quiser conhecer melhor esta ferramenta, leia o artigo que escrevemos sobre Mural Digital: O que é e quais são seus benefícios!

Seja na TV Corporativa, automação de e-mails, hospedagem e manutenção do site ou no armazenamento de dados dos clientes, o fato é que são inúmeras as possibilidades de aplicação da tecnologia da informação através do marketing da sua empresa!

Agora, queremos saber de você: como a sua empresa pretende usar a TI no marketing? Não deixe de contar para a gente a sua experiência!

Aprenda como melhorar a segurança de dados na nuvem da sua empresa

seguranca-de-dados-na-nuvem

Atualmente a computação em nuvem está sendo muito utilizada nas empresas para proteção e segurança de documentos, otimizando e tornando mais dinâmicos os processos internos.

Entretanto, a segurança de dados na nuvem precisa de um cuidado mais do que especial, afinal o sigilo ou a perda destes dados e informações podem trazer prejuízos enormes ou até mesmo levar a empresa a falência.

Pensando nisso, separamos para você algumas dicas de como melhorar essa proteção, para sua empresa não sofrer consequências negativas, por causa da negligência da sua equipe ou de um profissional especializado! Vamos lá?

1. Use criptografia na nuvem

A primeira forma de proteger os dados na nuvem é adotando a criptografia. Trata-se de um conjunto de códigos que transformam o documento em um arquivo protegido, em que só quem tem a senha poderá abri-lo.

Isso, para as empresas e para a própria tecnologia na nuvem, é muito importante porque aqueles documentos sigilosos e privativos, como planilhas e situação financeira podem ser guardados a sete chaves.

Se o funcionário perder o aparelho eletrônico também segue a mesma premissa, evitando que os dados sejam roubados ou até mesmo corrompidos.

2. Use senhas fortes

Isso pode parecer clichê, entretanto, a quantidade de pessoas que confiam muito na sua própria organização e que não utilizam senhas fortes (como o próprio aniversário ou 1234) é muito grande.

E como estamos falando de segurança de dados na nuvem, criar uma senha forte, que combine números, letras (maiúsculas e minúsculas) e caracteres especiais torna o trabalho de hackers mais difícil.

Não podemos deixar de citar que estabelecer níveis de acesso também é uma técnica válida para a organização. Assim, apenas usuários poderão ter acesso a um tipo de documento, garantindo que haja maior confidencialidade e proteção de dados.

3. Faça contrato de sigilo

Outra estratégia de segurança é a produção de um contrato de sigilo para que seus funcionários assinem, obrigando-os a conhecer a confidencialidade das informações compartilhadas em ambiente corporativo.

Dessa forma, além de aumentar a credibilidade da organização frente aos clientes e aos próprios colaboradores, faz com que a empresa detenha o poder de processo se ocorrer vazamentos de dados, por exemplo.

Aliás, é essencial que você treine os seus funcionários em relação à privacidade dos dados e como protegê-los, ensinando-os a fazer backups, por exemplo, e adotando mais tecnologias de segurança (softwares) em seus dispositivos pessoais.

Tudo isso para que não comprometam os arquivos confidenciais da própria organização.

4. Utilize servidores seguros

Não é de hoje que sabemos quão perigoso é se conectar em diversas redes sem ao menos saber se elas são seguras. Por isso, em uma empresa, é recomendado que se utilizem redes privadas virtuais, as chamadas VPNs.

Essas redes são canais que apenas podem ser utilizados por aqueles que possuírem a chave de acesso, a de autenticação. Dessa forma, os dados permanecem protegidos e pessoas específicas têm acesso para fazer a manutenção dos dados e movimentá-los. Com as VPNs, evita-se que hackers tentem burlar a conexão, por exemplo.

Ao propor essas dicas para seus colaboradores, você estará trazendo para sua empresa maior segurança, atraindo clientes que vão confiar nos seus processos que visam à confidencialidade e à proteção dos dados.

A identidade da empresa assumirá essa premissa e essa segurança previne que os arquivos sejam comprometidos pelos próprios funcionários ou por terceiros que querem invadir o seu sistema.

Por isso, mantenha-se sempre atualizado em relação aos softwares e à própria segurança de dados na nuvem.

O que você achou das nossas dicas? Tem mais alguma sugestão? Conta pra gente nos comentários ou acesse outros conteúdos do Blog clicando aqui.

Comunicação moderna. Pouco texto, mais imagens!

comunicacao moderna pouco texto mais imagens

Hoje em dia a máxima de que uma imagem vale mais do que mil palavras, está cada vez mais presente. A profusão de imagens na comunicação é o grande momento da atual era da informação. Esse fenômeno ocorre porque a comunicação atualmente exige velocidade e, nesse contexto, as imagens comunicam a mensagem com mais rapidez e eficiência. Além disso, as ilustrações, a fotografia, o cinema e a televisão já acompanham as pessoas há gerações. Isso agrega valor para a importância da imagem. Vale lembrar também que hoje em dia, na era da convergência digital, os vídeos e as fotos já fazem parte do mundo online, tornando a internet assim um reduto para a comunicação por meio de imagens, sempre rápida e instantânea.

Outro fator que serve para corroborar com isso, é também a crescente demanda de infográficos em matérias jornalísticas. Algumas revistas impressas, bem como sites e blogs, já contam com reportagens que abrem mão de blocos de texto e apelam para infográficos ilustrativos. Tais infográficos se mostram cada vez mais elaborados e alguns até contam com um grande valor artístico, conseguindo aliar ao mesmo tempo informação e um contexto com bastante imagens, de forma lúdica e criativa.

Na publicidade, por exemplo, a imagem reina absoluta. Tanto a publicidade veiculada na mídia eletrônica, quanto na impressa, é marcada pelo uso constante da imagem, seja para vender um produto, um serviço ou até uma ideia. Trabalhar a imagem no campo publicitário é essencial.

Além disso, é importante salientar que o cérebro humano consegue processar o significado de uma imagem bem mais rápido do que interpreta um texto. Isso é essencial para uma era como a nossa, que atua com muita informação e cada vez requer uma comunicação com mais velocidade.

O fluxo das imagens nas redes sociais e em outros meios de comunicação

Um exemplo de como a informação está cada vez mais voltado para as imagens é a atuação das redes sociais, especialmente o Facebook, que é uma das redes sociais que conta com mais usuários em várias partes do mundo, especialmente no Brasil.

Para quem trabalha com publicidade utilizando as páginas do Facebook, por exemplo, deve saber que o público hoje em dia está mais propenso a ficar atento a vídeos, fotos, slides e infográficos. Tal motivo se deve pelo fato de que no Facebook, que conta com um fluxo de informação muito grande de postagens, as pessoas almejam uma informação rápida. Sendo assim, o recurso imagético é bem mais eficiente nele e também não acarreta em poluição visual. As pessoas cada vez mais querem uma comunicação desprovida de poluição e, nesse caso, as imagens são bastante pertinentes.

Outro ponto a ser levado em consideração é no comércio eletrônico. Nesse contexto, a maioria dos consumidores prefere visualizar em um site uma foto bem elaborada do produto, apontando todas as suas características, do que ler um texto descritivo do mesmo.

Imagem em outras mídias

As imagens sempre tiveram atuação importante em outros meios. Um exemplo disso são os outdoors, que por exigirem uma rápida visualização, trabalham bem o recurso de comunicar por meio de imagens.

O mesmo conceito é válido para a comunicação em estabelecimentos comerciais por meio de fachadas e cartazes. As imagens, nesse caso, comunicam de forma rápida a questão de preços e promoções, por exemplo.

Além disso, a tecnologia pode ser utilizada a favor das imagens, como é o caso dos menus digitais utilizados pela maioria dos fast foods, que através de telas digitais apresentam fotos bem elaboradas dos alimentos, atiçando dessa maneira o desejo dos clientes.

Portanto, nos dias de hoje, saber utilizar todos os recursos imagéticos nos mais diversos tipos de mídia, é a garantia de uma comunicação eficiente com qualquer tipo de público.

5 dicas para melhorar seus conteúdos para Digital Signage

5 dicas para melhorar seu conteudo de digital signage

Se você deseja prender a atenção dos clientes para aumentar o engajamento e interatividade do público em Telas de Digital Signage, a criatividade, originalidade e visibilidade são fundamentais para atingir esse objetivo.

Confira a seguir algumas de nossas dicas para melhorar seu conteúdo para sua rede de Digital Signage.

Defina o propósito do vídeo

Esse é um dos principais pontos a serem observados, pois todo cuidado é pouco no planejamento do conteúdo, inclusive, para qual propósito ele será destinado.

O setor de comunicação, as agências e o RH das empresas devem estar atentos a isso, já que eles são os principais responsáveis pela destinação do conteúdo elaborado. Esse tipo de tecnologia deve passar informações relevantes para o público e de preferência com atualizações diárias ou semanais, mas sempre com menor espaço de tempo possível.

Para uso interno de empresas, por exemplo, o RH deve destinar o uso do Digital Signage para mostrar aos colaboradores as metas alcançadas, políticas da empresa, avisos e mudanças importantes na corporação, usando recursos visuais interativos para atrair a atenção do máximo possível de pessoas.

Já em redes de Midia Indoor, você precisa de conteúdos sempre atualizados , como notícias em tempo real e conteúdos interativos. O ideal é que os conteúdos interativos sejam atualizados pelo menos uma vez por mês, assim o público circulante terá a oportunidade de ver novas experiências . Por exemplo , se você tem um quadro interativo na sua rede falando sobre Curiosidades, mensalmente altere estes conteúdos, para não deixar sua mídia com uma programação massante !

Utilize vídeos de curta duração

locais onde o tempo de exposição de tela pode ser maior, como em salas de espera, filas, ônibus e outros. Mas em geral, os espectadores passam rapidamente pelas telas ou param por pouco tempo próximos a elas, então a estratégia é utilizar vídeos curtos.

Escolha vídeos mais enxutos que valorizem apenas as informações mais importantes. Um vídeo objetivo é mais eficaz e funcional. Por isso, é bom editar os vídeos valorizando sempre a sua objetividade.

Crie conteúdos inovadores

Essa é uma das mais importantes dicas para melhorar seu conteúdo para o Digital Signage, já que o conteúdo é o responsável imediato por atrair ou não seu público.

Esse ponto merece prioridade máxima pela sua empresa. É muito importante buscar ajuda de um profissional ou agências que sejam capacitados nesse tipo de serviço. Procure usar gráficos, animações, imagens e sons de maneiras diferentes e harmoniosas, pois eles serão suas armas para chamar a atenção do público.

Uma forma de conteúdo mais criativo, por exemplo, pode ser usar vídeos feitos por outras pessoas, que mesmo não sendo profissionais, têm muita criatividade inata.

Explore a capacidade criativa dos seus funcionários, eles poderão surpreendê-lo. Os vídeos podem não sair com a mesma qualidade de um profissional, mas o público pode gostar da forma como uma pessoa comum improvisa seu conteúdo, podendo acrescentar uma pitada de humor, emoção ou mesmo uma linguagem mais próxima desse público.

O importante é atentar-se para que o conteúdo seja produzido com a seriedade que merece, de forma a atender o perfil de público em específico.

Produza mensagens segmentadas

Com o Digital Signage, você tem a possibilidade de segmentar o conteúdo e personalizá-lo de acordo com os públicos que você pretende atingir. É sempre bom criar mensagens diferentes e que possam ser gerenciadas em tempo real.

Essa poderá ser uma saída, caso você tenha vídeos que não estejam trazendo os resultados esperados. Inclusive, você pode substituir e mensurar a aceitação desses vídeos procurando produzir conteúdos cada vez melhores para seu público-alvo.

Promova a interação

Você cria um conteúdo inovador? Exibe em várias telas, mas não chama seu cliente para interagir? Simplesmente não fez nada para isso? Então seu vídeo será só mais um. Sua rede de Digital Signage precisa de interação para atrair a atenção do público, conquistando autonomia de audiência e gerando mais confiança para seus anunciantes .

Você sabia que seu telespectador pode ser seu próximo anunciante ? Por isso, se você conseguir chamar sua atenção , certamente ele vai imaginar o mesmo resultado quando seu anuncio estiver em veiculação.

Vídeos Publicitários em Digital Signage

A estratégia para criação de vídeos publicitários em Digital Signage não são diferentes , ou seja , vídeos curtos e intuitivos, contribuem muito para  o engajamento, mostrando somente as informações relacionadas ao resultado que a marca deseja alcançar . Algumas dicas são:

– Poucas informações de texto para não poluir a propaganda

– Textos com letras grandes para fácil leitura à distância

– Abusar das imagens ilustrativas

-Chamadas para visita ao site

-Chamadas para suas redes sociais

Além destas dicas , existem outras estratégias que devem ser alinhadas com seu anunciante, como por exemplo criar códigos promocionais que serão exibidos apenas nas telas. Esse artifício serve tanto para interagir com o cliente, quanto para mensurar o retorno que esse serviço está trazendo.

Essas dicas podem ser a chave mestra para abrir a porta para o seu sucesso. Portanto, procure sempre melhorar o conteúdo para o sua rede de Digital Signage e com isso atrair mais a tenção do seu público e consequentemente de novos anunciantes.

Gostou do artigo? Então deixe um comentário ou sugestão aqui para nós!

Dicas para um bom atendimento em restaurantes, padarias e fastfood

dicas atendimento restaurante

Na visão do cliente, muitos elementos determinam um bom restaurante ou padaria. Sua localização, infraestrutura, os sabores dos produtos ofertados, suas especialidades, limpeza e preço. No entanto, depois que todos estes elementos já passaram pelo convencimento do cliente e ele escolhe ir ao restaurante, o proprietário e os gerentes dos estabelecimentos precisam oferecer algo ainda mais importante para que a experiência do cliente seja satisfatória: um bom atendimento.

O bom atendimento em restaurante começa antes mesmo do início do serviço. A escolha dos fornecedores, o treinamento, motivação da equipe e a preparação do local são fundamentais para o sucesso. O mesmo se faz necessário para o bom atendimento em padaria, é preciso que toda a infraestrutura e os recursos humanos empregados no negócio trabalhem em sintonia para buscar o bom atendimento.

Isso é fundamental para fidelizar o cliente e manter suas considerações sempre positivas, mas também para agilizar os processos e diminuir os custos operacionais. Ou seja, o proprietário do restaurante compartilha do mesmo ponto de vista do cliente quando o assunto é o serviço bem-feito, pois quanto melhor for o atendimento, mais rentável ficará seu negócio.

Neste artigo vamos dar algumas dicas de como oferecer um bom atendimento sob duas óticas. A primeira da satisfação do cliente que se torna fiel e deixa o empresário satisfeito e a do proprietário do negócio, que também sairá ganhando com os resultados positivos e duradouros do bom atendimento em seu estabelecimento. Acompanhe.

Saiba para quem você está servindo

Para oferecer um bom atendimento em uma padaria ou em um restaurante, é essencial conhecer o perfil dos consumidores, suas preferências e necessidades primárias.

Através de uma pesquisa de satisfação aplicada entre os clientes ou na região aonde o negócio será estabelecido, é possível obter dados estratégicos até mesmo para a definição de produtos, preços e serviços.

Foi o caso da Choperia Por Acaso que foi inaugurada em 2002 na Lagoa de Jansen em São Luís. Neste período a Lagoa recebeu uma infraestrutura que favorecia a construção de empreendimentos no local, assim como também houve um crescimento de zonas residenciais próximas ao local.

Ao analisar a concorrência e aplicar pesquisas de satisfação entre os clientes, o proprietário da Choperia mudou sua estratégia comercial focando na excelência do atendimento através do entretenimento dos clientes, enquanto, seus concorrentes focavam apenas nos alimentos e bebidas ofertados.

Além de uma estratégia de diferenciação potente, o proprietário também focou sua estratégia no que os consumidores queriam, o que fortaleceu sua marca e fidelizou seus clientes.

Diferencie e faça um bom atendimento personalizado

Personalizar o atendimento em padaria não significa fazer o pão francês mais branquinho ou mais moreninho de acordo com o cliente que chega ao balcão. Personalizar o atendimento significa utilizar as relações cotidianas do atendimento para aumentar a identificação do cliente com o estabelecimento.

Foi o que fez o supermercado americano Sainsbury’s ao receber uma carta de uma cliente de 3 anos, que não concordava com o nome “Pão Tigre” exposto em uma das vitrines da padaria do estabelecimento. Ela argumentou que o pão parecia mais com uma girafa. Após uma carta simpática do gerente, a história viralizou na internet e o supermercado decidiu não só trocar o nome para “Pão Girafa”, como também colocar uma observação de que o motivo da troca se dava pela inteligente observação de uma de suas consumidoras.

O resultado não poderia ser melhor. Além da enorme repercussão, os consumidores do supermercado também se sentiram ouvidos e representados pelo próprio estabelecimento.

Treine sua equipe regularmente

Outro fator de extrema importância para o bom atendimento é a equipe de atendimento, que deve estar sempre bem treinada e disposta a encantar os clientes. Se o restaurante atua com menus sazonais, por exemplo, os atendentes precisam conhecer todos os pratos para orientar bem os clientes.

Além de treinar, tentar reter talentos e funcionários, que já conhecem mais a dinâmica do negócio, pode ser uma boa estratégia. O proprietário precisa de menos tempo para a atualização e treinamento dos colaboradores mais antigos e eles também podem passar experiências sobre situações críticas para os mais novos, como o caso de clientes impacientes sem o nome na lista de espera.

Crie uma experiência diferente para o tempo de espera

Outro fator crítico para que o bom atendimento seja percebido pelos clientes é a gestão da fila de espera. Ela precisa de uma atenção especial, pois este é o momento em que o cliente cria uma expectativa de consumo. Se este momento não for no mínimo neutro, pode causar a desistência ou a experiência ruim no momento do consumo, resultando em efeitos ainda piores.

Crie um ambiente agradável para a área de espera, com um controle da temperatura ambiente, cores mais calmas, distrações e pequenas amenidades como cafezinho e snacks.

Coloque um sistema de senhas em uma tela profissional, que nos intervalos mostrem conteúdos informativos de qualidade. Isso tomará a atenção do cliente, evitará conflitos com a equipe de atendimento e ainda tornará o momento agradável para o cliente. A sensação de espera será amenizada pelas distrações e também pela clareza da informação do tempo a ser aguardado.

Modernize seu menus tradicionais , substituindo-os por Menus Digitais , que são telas profissionais onde você pode mostrar seus produtos e promoções de forma dinâmica, melhorando a experiência de compra de seu cliente e acabando de vez com os custos de confecção e impressão de painéis e banners estáticos .

Considere os fatores que impedem o cliente de ir ao estabelecimento

Alguns estabelecimentos sentiram drasticamente o aumento da fiscalização da Lei Seca. Embora todos reconheçam os efeitos positivos da segurança nas ruas, alguns empresários trataram este fator, que impediam seus clientes mais fiéis de retornarem a casa, de forma inteligente e fizeram parcerias com taxistas e empresas de transporte executivo.

É a mesma lógica de restaurantes fast food, que oferecem o sistema delivery ou drive-thru. Eles reconheceram que mesmo a agilidade do serviço fast food, não seria o suficiente para alguns consumidores, o que fez com que eles criassem estas opções mais rápidas, mantendo o bom atendimento.

Acompanhe as modernidades

Estar presente nas redes sociais e promover eventos a partir destas plataformas é uma forma de se aproximar dos clientes. Assim como oferecer o Wi-Fi gratuito nos estabelecimentos.

Outra estratégia moderna e eficaz para um bom atendimento é oferecer o cardápio do estabelecimento através de um aplicativo. Em vez de esperar o atendente para dar uma olhada no cardápio, o cliente tem acesso aos pratos através de um simples aplicativo.

Opiniões de outros clientes e a descrição detalhada dos ingredientes também podem poupar minutos preciosos do atendimento e do cliente, o que será convertido em eficiência da casa e satisfação dos consumidores.

Não se esqueça do tradicional

Mesmo que o público seja antenado, nada se compara ao tradicional bom atendimento. Oferecer sugestões do chef ou até recebê-lo na mesa faz com que a experiência de consumo do cliente seja elevada.

Manter pratos tradicionais no menu e o serviço como sempre foi oferecido também ajuda na identificação do restaurante e na melhoria das impressões dos clientes. Por isso, ofereça o Wi-Fi, mas crie um ambiente propenso à interação entre as pessoas.

Se o foco do empresário estiver no bom atendimento em restaurantes ou padarias, é preciso estar claro que as relações humanas entre equipe de atendimento e consumidores é uma base fundamental. É através da análise dos pontos críticos desta relação, que o empresário conseguirá bons resultados estratégicos. Comece pela gestão de fila de espera, que quando bem executada deixa os clientes satisfeitos e reduz os custos operacionais do empreendimento. Quer entender como isso é possível? Então leia o artigo “Gestão de filas: entenda como pode beneficiar o seu negócio”!