Saiba como fazer um webinar de sucesso

webinars como fazer

Você provavelmente já ouviu falar e pode até já ter participado de um webinar, ou seja, um seminário on-line. Geralmente estes eventos são transmitidos ao vivo pela internet e isso pode assustar quem está planejando organizar um seminário desse tipo. Por isso, no artigo de hoje reunimos algumas dicas de como fazer um webinar de sucesso, confira!

Defina o tema

Esse tipo de seminário é uma ótima forma de criar uma reputação para sua empresa, gerando autoridade e atraindo consumidores e leads, mas serão as necessidades da sua empresa que determinarão o tema do webinar. Esse é o primeiro passo a ser dado. É preciso fazer uma boa avaliação e relacionar o que sua empresa precisa com o que o seu público-alvo está interessado, e que tipo de resultado esse webinar pode gerar para sua marca.

Convide palestrantes com respaldo no assunto escolhido

Se você não se sente à vontade para tocar no assunto que foi escolhido como tema, ou simplesmente julga que não tem autoridade suficiente no assunto, é importante convidar palestrantes que o tenham. Faça o contato com antecedência e tenha uma boa data e horário em mente. Pesquise se a data escolhida é relevante e se não tem nenhum evento muito importante nessa data, caso contrário, seu webinar pode ser um fracasso de audiência.

Promova seu webinar

Seu webinar provavelmente será um imenso fracasso se a promoção for pouca ou malfeita. Se sua empresa já obteve uma boa base de leads, você pode enviar alguns e-mails convidando esses possíveis consumidores, por exemplo. As redes sociais também são uma ótima maneira de propagar esse tipo de evento, devido ao alto grau de compartilhamento de informações, que esse tipo de mídia permite.

Anúncios pagos também podem ser uma ótima alternativa de propaganda, como o Google AdWords. E, é claro, seu próprio site pode ser a melhor maneira, caso já tenha uma marca conhecida. Alguns banners e links em posts são uma ótima forma de se conseguir consumidores para o seu webinar.

É importante também manter algum tipo de página em seu canal ou website para que o público possa se registrar no evento. Essa é uma ótima oportunidade para se gerar leads, uma vez que o e-mail dos inscritos será registrado. Não se esqueça também de colocar as informações necessárias sobre o evento, como a data e o tema, e de manter uma monitoração constante de quantos leads já foram convertidos, analisando se é preciso reforçar os canais de divulgação.

Tenha uma boa infraestrutura

Tão importante quanto a qualidade do conteúdo é a qualidade da parte técnica. As câmeras precisam dar conta do recado, assim como a iluminação, o áudio, e o canal de comunicação entre os espectadores e os palestrantes. Um webinar com má qualidade técnica está fadado ao fracasso.

Interaja com os participantes

Quando finalmente seu webinar for iniciado, é importante sempre interagir com os participantes, seja com comentários ou com a resposta das perguntas que surgirem. Nunca deixe de dar atenção ao público. Eles poderiam estar simplesmente vendo um vídeo sobre o assunto, mas se eles estão participando do webinar, é porque eles querem interação.

Recomendamos ter ao menos uma pessoa na função de mediadora dessa conversa entre palestrante e público. Ao final da apresentação, seja educado e sempre agradeça a atenção de todos os participantes, principalmente, daqueles que participaram ativamente fazendo perguntas e comentários relevantes. Não se esqueça de também dar as informações finais, como onde o webinar estará disponível para acesso posterior.

Dê um bom tratamento “pós-venda”

Caso não tenha conseguido responder todas as dúvidas deixadas durante a transmissão, responda após, para que dessa forma todos os participantes sejam respondidos. Você pode também fazer algum tipo de pesquisa visando saber o feedback do público em relação ao webinar. Dessa forma você saberá quais pontos melhorar quando for organizar o próximo evento.

Se você gostou dessas dicas sobre como fazer um webinar de sucesso, você precisa ler esse post: 5 maneiras de usar o streaming no seu negócio. Boa leitura!

O que é streaming e como isso pode ser relevante para minha empresa?

O que e Streaming

O uso da tecnologia streaming tem crescido exponencialmente ao longo dos últimos anos, tanto para fins de entretenimento quanto como um veículo para que as organizações melhorem sua transmissão de dados, áudio e vídeo on-line, apoiando assim seus esforços de comunicação interna e externa, bem como para treinamentos e capacitações da equipe. Você sabe exatamente O que é streaming?

Neste artigo, você entenderá do que se trata a tecnologia streaming e como ela pode ser usada na sua empresa. Nos tópicos a seguir, conversaremos sobre as possibilidades de aplicações e também sobre algumas empresas que já utilizam esta tecnologia com sucesso. Ao final, apresentaremos algumas sugestões de implementação. Acompanhe!

O que é streaming?

Podemos traduzir o termo Streaming literalmente como “fluxo contínuo”. Ele se refere a uma tecnologia que permite a transmissão e o acompanhamento ao vivo de vídeo ou áudio na internet sem a necessidade da realização de downloads dos conteúdos. Trata-se, portanto, de uma transmissão instantânea, em direto.

Basicamente, para fazer um streaming é necessário uma boa conexão com a web e um servidor de streaming de qualidade. Logicamente, as pessoas envolvidas na apresentação, reunião, evento etc. devem estar equipadas com computadores que contenham câmeras e microfones.

Apesar de ter ganhado força nos últimos anos, esta tecnologia já existe desde o início dos anos 1990. Como a internet evoluiu e os usuários ao redor do mundo, a partir dos anos 2000, adquiriram mais capacidade de banda, o streaming vem ganhando cada vez mais força e sendo utilizado também no meio corporativo, inclusive possibilitando o surgimento de muitos negócios de mídia.

De que forma é possível utilizar a tecnologia streaming nas empresas?

As empresas podem fazer uso da tecnologia streaming para melhorar sua comunicação interna, realizando videoconferências entre os departamentos, filiais e parceiros de negócio. Também podem realizar a transmissão de eventos próprios ou de terceiros para suas equipes ou para seu público-alvo em ações de marketing e relacionamento.

Outro uso interessante desta tecnologia é na capacitação de funcionários, parceiros de negócios e até clientes (cursos, workshosps, webinars ao vivo, etc.). Também é possível realizar vendas à distância, em videoconferências com clientes. Enfim, as possibilidades são inúmeras.

E isso tudo pode ser feito por meio de serviços populares como a twiticam, do Twitter, ou os Hangouts do Google (nos casos de comunicação interna, especialmente) e também por meio de sistemas que podem ser desenvolvidos pela própria empresa ou adquiridos de fornecedores especializados.

A tecnologia streaming também possibilitou o surgimento de negócios inovadores como o Netflix, que oferece filmes e séries on-demand para milhares de consumidores ao redor do mundo. A empresa cobra uma mensalidade de seus clientes que podem assistir aos conteúdos em qualquer hora e por meio de qualquer dispositivo (desktop, tablet, smartphone, televisores smart etc.).

No Brasil, um serviço parecido com o do Netflix está sendo oferecido pela TV Globo, é o Globo Play, onde a emissora disponibiliza em tempo real o que está transmitindo na TV aberta, além dos arquivos de todo seu conteúdo para seus assinantes e também já começou a oferecer programação exclusiva.

4 sugestões de uso da tecnologia streaming para o seu negócio

Agora que você já sabe O que é streaming e já conseguiu visualizar suas aplicações com alguns exemplos que já fazem parte do dia a dia de milhares de pessoas ao redor do mundo, veja algumas sugestões de utilização na sua empresa:

1. Compartilhe eventos ao vivo

Os eventos que sua empresa realiza, tais como conferências, participações em feiras, palestras etc. podem ser ampliados para uma audiência muito maior. Por meio da tecnologia streaming, é possível transmitir ao vivo para o público-alvo, de forma aberta ou controlando quem pode assistir – basta criar uma chave de acesso ao hotsite do evento, por exemplo.

Assim, você pode fazer com que o propósito do evento chegue até as pessoas que não podem comparecer nele, ao mesmo tempo em que dá interatividade aos seus clientes e fortalece a imagem da marca.

2. Promova cursos para sua equipe ou para seus clientes

Uma empresa que tem várias filiais, geralmente investe muito dinheiro deslocando seus colaboradores para um evento de capacitação. Da mesma forma, empresas que oferecem serviços e produtos que necessitam de treinamento (empresas desenvolvedoras de softwares, por exemplo), têm altos investimentos.

Que tal montar um curso e transmiti-lo ao vivo para o público-alvo? Isso diminui consideravelmente o custo e amplia o alcance.

3. Faça vendas para clientes que estão distantes do seu escritório

Vamos pegar o exemplo de uma empresa desenvolvedora de software para gestão empresarial para ilustrar este tópico. O processo de venda deste tipo de produto, geralmente requer demonstrações técnicas.

Que tal fazer esta apresentação de forma remota, do conforto do seu escritório para todas as pessoas interessadas (o gestor da empresa cliente, a equipe de TI e alguns usuários)?

Imagine como os custos de aquisição de clientes podem ser diminuídos quando há a possibilidade de fazer parte ou a totalidade da venda via videoconferência!

4. Promova ações de marketing digital

Como sabemos, as empresas devem, cada vez mais, investir em conteúdo de qualidade para se posicionar nos mecanismos de busca e atrair seu público-alvo para seus canais digitais (site, blog, redes sociais, loja virtual etc.) e, assim, identificar e se relacionar com leads e transformá-los em clientes.

Assim, outro uso muito interessante da tecnologia streaming é incluí-la na estratégia de marketing digital. É possível, por exemplo, fazer webinars de apresentação de produtos e serviços e receber os feedbacks do público, sanar dúvidas etc. Também é possível realizar podcasts (áudio) e entrevistas em vídeo ao vivo com clientes, especialistas etc.

Leia também: 5 tabus da transmissão on-line.

Em suma, utilizar a tecnologia streaming para fazer transmissões ao vivo pode ser útil tanto para dar uma imagem inovadora à marca, quanto para potencializar a comunicação entre os colaboradores e com o mercado. Sua empresa também pode usar as transmissões ao vivo como infoprodutos, oferecendo treinamentos e diversos tipos de conteúdos para clientes em forma de assinatura.

Sua empresa já utiliza a tecnologia streaming? Você gostou destas dicas? Deixe um comentário!

5 Tabus sobre Transmissão On-line

5

A transmissão de conteúdos na internet é cercada de tabus. Um dos principais pontos levantados por quem quer iniciar sua participação nesse universo são as dificuldades técnicas a serem enfrentadas.  É muito importante que sua transmissão chegue ao seu público-alvo com qualidade e estabilidade, mas isso não precisa ser uma tarefa árdua. Vamos lá. Listamos os 5 principais tabus para quem quer iniciar um streaming.

1- Captação de imagens.

Com o avanço da tecnologia não é mais necessário comprar ou alugar câmeras profissionais que custam o olho da cara. Diversos modelos de smartphones possuem câmeras com alta definição, chegando até ao 4K (4 vezes maior que a resolução do Full HD). Isso facilitou o processo de captação de imagens. Caso não queira usar um smartphone é possível alugar equipamentos de boa qualidade por um preço bem acessível. Se o seu evento é maior e necessita de múltiplas câmeras é interessante investir em uma mesa de cortes e um profissional capacitado para operação, contratando uma solução completa.

2- Sem luz, não tem câmera e ação.

Você já tem um bom equipamento de captação de imagens, mas e a luz?

Não da para contar sempre com um belo dia de sol ou um ambiente que receba iluminação natural para sua transmissão. As lâmpadas convencionais também não suprem de forma correta sua necessidade. É preciso investir no aluguel ou compra de refletores que iluminem de forma homogênea a cena, eliminando sombras, contornos duros e deixando esteticamente agradável a experiência do seu usuário.

3- Alô, alô, lembre-se do áudio.

Tratado por muitos como apenas mais um item no conjunto, o áudio na verdade é primordial para uma transmissão. Imagine ver perfeitamente seu professor em um curso online, mas não conseguir entender o que está sendo dito. Embaraçoso, não é? É importante equalizar e monitorar o áudio através de uma mesa de som. Isso garante, por exemplo, que o áudio não fique alto demais e distorcido com uma banda tocando e nem muito baixo com uma fala em uma peça teatral.

4- Internet é essencial para Transmissão on-line

Ainda com os significativos avanços na velocidade média da internet o Brasil está longe de ter boas taxas de navegação comparado a países como China, Japão e Israel. Mais especificadamente precisamos de uma boa taxa de upload para garantir a qualidade de uma transmissão, por isso é importante contratar um bom plano com a sua operadora e fazer sempre os testes de velocidade e estabilidade da rede. Se disponível na sua região dê preferencia para pacotes com fibra óptica que conduz a internet de forma mais estável através de sinais de luz.

5- Plataforma de transmissão.

Quando o assunto é a plataforma de streaming, não tem jeito, é preciso contratar uma solução que garanta o gerenciamento completo da sua transmissão, sem falhas.As melhores do mercado oferecem opções de interatividade com quem assiste, é possível, por exemplo, criar enquetes, interagir com redes sociais ou mesmo exibir uma apresentação de slides, tudo em tempo real e sem sair da plataforma.

Já é possível também mensurar a audiência e quem é o público que está assistindo, ampliando suas estratégias e aumentando sua monetização. Afinal, você investiu e quer o retorno do seu investimento. Correto?

Agora que você já solucionou os 5 principais tabus para o seu streaming, não tem desculpa, é hora de por em prática os projetos da sua empresa e fazer a diferença.